Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Moody’s mantém triplo A para nota do R.Unido

Londres, 20 dez (EFE).- A agência de classificação de dívida Moody’s indicou nesta terça-feira que o Reino Unido merece manter o rating de ‘AAA’, mas advertiu que problemas como a crise na zona do euro reduzem a margem de manobra britânica.

A Moody’s divulgou nesta terça-feira seu relatório anual sobre a situação do crédito da economia britânica, que não representa uma decisão sobre a nota creditícia do país, conforme especificou em comunicado.

Apesar manter sua máxima avaliação sobre a dívida britânica, a agência avisou que o Reino Unido enfrenta ‘desafios enormes e crescentes’.

Entre eles, a Moody’s citou o aumento do déficit e dívida públicos do Reino Unido desde 2008, as perspectivas de um crescimento econômico mais fraco e os riscos que emanam da situação da dívida na zona do euro.

O comunicado indica que tudo isso significa que o Reino Unido tem uma ‘capacidade reduzida para absorver futuros choques macroeconômicos e fiscais sem que haja uma implicação para sua qualificação’.

O governo britânico se mostrou comprazido com a manutenção da avaliação de sua dívida em ‘AAA’, situação que, por enquanto, é mantida pelas três grandes agências de classificação de risco (Moody’s, Fitch e Standard and Poor’s).

Na semana passada, o ministro de Economia da França, François Baroin, classificou como ‘muito preocupante’ a situação econômica do Reino Unido e disse não entender por que as agências de classificação de risco ameaçam Paris, e não Londres.

A dívida pública ronda os 80% do Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido, enquanto o déficit supera 10% da economia, o terceiro pior registro de todos os da países da União Europeia (UE) – atrás apenas de Irlanda e Grécia. EFE