Clique e assine com até 92% de desconto

Mistura de etanol na gasolina para 27% valerá a partir de 16 de março

Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, confirmou informação a jornalistas. Porcentual atual de etanol na gasolina é de 25%

Por Da Redação 4 mar 2015, 18h28

O aumento da mistura de etanol na gasolina, de 25% para 27%, começa a valer no próximo dia 16 de março, segundo o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga. A confirmação foi dada por Braga a jornalistas, quando deixava a sede do Ministério de Minas e Energia em direção ao Palácio do Planalto, onde assinou a resolução que vai fixar o novo porcentual da mistura do combustível.

“Acabamos de assinar a resolução do Cima (Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool), estabelecendo o aumento da mistura do etanol na gasolina a partir do dia 16 de março, para o porcentual de 27%. Essa é uma operação em que todos ganham – ganha o produtor, ganha o mercado, ganha o sistema de abastecimento de energia no Brasil e ganha com certeza o nosso arranjo produtivo”, disse Braga, depois de participar de reunião no Palácio do Planalto com o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

Os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, da Agricultura, Kátia Abreu, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, também acompanharam as discussões.

“Estamos com 1 bilhão de litros de etanol estocados e, com essa decisão do governo, nós teremos a condição de tirar esse estoque de etanol. Esses 2 pontos porcentuais a mais da mistura significarão 1 bilhão de litros por ano de etanol no mercado, e o resultado disso é muito mais do que um resultado financeiro para o setor de etanol”, destacou Kátia.

O aumento da mistura foi decidido nesta tarde em reunião do Cima, presidido pelos ministros da Agricultura, Fazenda, Desenvolvimento e Minas e Energia. Uma portaria deverá ser publicada na edição desta quinta-feira do Diário Oficial da União (DOU) informando a mudança.

A cadeia produtiva de açúcar e álcool havia solicitado, inicialmente, o limite máximo, de 27,5%, mas dificuldades quanto à medição do 0,5 ponto porcentual limitaram a mistura a 27% e apenas para a gasolina C. No caso da gasolina premium, o porcentual permanece em 25%. A medida beneficia a indústria de etanol, altamente endividada, e que levanta esta bandeira desde o ano passado.

Continua após a publicidade

Leia mais:

Governo vai aumentar mistura de etanol à gasolina para 27%

Queda do preço do petróleo traz risco para produtores de etanol do Brasil

Em seis anos, 83 usinas de cana encerraram atividades

No começo de fevereiro, houve um encontro dos setores automobilístico e sucroenergético com o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante. Na ocasião, foi solicitado que os 27% fossem aplicados em até 15 dias, tempo necessário para que as distribuidoras acertassem a compra do produto. Ainda em fevereiro, Mercadante despachou com a presidente Dilma Rousseff a respeito do assunto, mas nada havia sido definido.

(Com agência Reuters e Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade