Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ministro da Rússia pede subsídio à produção de carne após embargo

Nikolai Fyodorov quer US$ 17,6 bilhões entre 2015 e 2020 para apoiar produtores de carne suína e de frango

Por Da Redação 22 ago 2014, 13h58

O setor agropecuário da Rússia precisará de 636 bilhões de rublos (17,6 bilhões de dólares) adicionais em subsídios do governo entre 2015 e 2020 para reforçar sua produção, especialmente de carnes suína e de frango, afirmou o ministro da Agricultura, Nikolai Fyodorov. A Rússia suspendeu importações de cerca de 9 bilhões de dólares da União Europeia, Estados Unidos, Canadá, Austrália e Noruega no início de agosto, em resposta às sanções por causa do seu papel na crise com a Ucrânia.

Fyodorov disse ao primeiro-ministro, Dmitry Medvedev, que o ministério traçou um novo plano para o período entre 2015 e 2020. “Levando em consideração todas as realidades e todas as mudanças nas condições, nós preparamos um cenário modesto para o desenvolvimento da (indústria) agropecuária, que prevê um volume de recursos adicionais de 636 bilhões de rublos (17,6 bilhões de dólares) entre 2015 e 2020”, explicou ele. “Podemos cobrir as importações de carnes de frango e suína com nossa produção própria já no curto prazo”, afirmou ele. “Mas será preciso ampliar os subsídios para novos projetos neste setor até 2018.”

Leia mais:

Proibição de importações na Rússia beneficia magnatas da indústria de alimentos

UE vai indenizar produtores rurais afetados por retaliação da Rússia

União Europeia quer convencer Brasil e Chile a não se aproximarem da Rússia

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade