Clique e assine a partir de 9,90/mês

Mineradora informa não ter sido afetada por terremoto

Por Da Redação - 24 ago 2011, 16h45

Por Ricardo Gozzi

Lima – A Compania de Minas Buenaventura, uma das maiores mineradoras em operação no norte do Peru, informou que o terremoto de 7,0 graus ocorrido na região na tarde desta quarta-feira não interrompeu seus trabalhos. Roque Benavides, executivo-chefe de mineração de metais preciosos da Buenaventura, informou por e-mail à agência Dow Jones não estar ciente de nenhum dano ou interrupção provocado pelo forte tremor de terra. Representantes da Barrick Gold Corp., que também opera minas na região, não foram encontrados para comentar o assunto.

O Instituto de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos (USGS, nas iniciais em inglês) revisou para 7,0 graus a magnitude do terremoto ocorrido na tarde de hoje no norte do Peru, perto da fronteira com o Brasil. O tremor de terra ocorreu em uma região de selva e não há informações iniciais referentes a vítimas ou danos. Inicialmente, o USGS informou que o abalo sísmico, ocorrido às 12h46 locais (14h46 em Brasília), havia alcançado 6,9 graus de magnitude, posteriormente revisando-a para 6,8 e agora 7,0.

O terremoto, cujo epicentro foi localizado 210 quilômetros a oeste de Cruzeiro do Sul, no Acre, 82 quilômetros ao norte de Pucallpa, no Peru, e 567 quilômetros a nor-nordeste de Lima, ocorreu a 145 quilômetros de profundidade. Cerca de meia hora depois, um abalo sísmico secundário de magnitude 5,3 ocorreu ali perto, com epicentro localizado 78 quilômetros a nor-nordeste de Pucallpa, 173 quilômetros a oeste de Cruzeiro do Sul e 574 quilômetros a nordeste de Lima. A réplica do tremor de terra ocorreu a 128,5 quilômetros de profundidade, segundo o USGS. Com informações da Dow Jones.

Publicidade