Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Miami declara guerra ao aluguel temporário – inclusive ao Airbnb

Autoridades locais estão multando as empresas que promovem o aluguel temporário e também os proprietários que anunciam nos sites.

Um milhão e meio de dólares. Este é o valor total somado de multas aplicadas a sites como o Airbnb, Booking.com e Homeaway pelas autoridades de Miami Beach. O aluguel de propriedades por um período menor que seis meses e um dia é proibido em boa parte da ilha, localizada ao lado da área central de Miami e repleta de praias belíssimas. Os proprietários que anunciam nos sites também foram punidos – alguns deles receberam multas de 20 000 dólares. Durante a fiscalização da polícia, usuários chegaram a ser desalojados dos lugares alugados pelos sites.

A justificativa da administração local é que o aluguel de curto prazo incentiva a vinda de turistas problemáticos. Festas barulhentas, com dezenas de pessoas e com o uso de drogas são comuns nestas propriedades alugadas, dizem as autoridades, e atrapalham a vida de quem mora em Miami Beach. Desde março, a fiscalização e o valor das multas aplicadas a proprietários e aos próprios sites têm aumentado.

Quem aluga os apartamentos durante a alta temporada reclama, alegando que as autoridades estão atuando sob influência do lobby de grandes hotéis. Além disso, argumentam eles, vetar o aluguel de temporada fará com que o turismo em Miami caia fortemente. Miami não é a única cidade que está comprando briga com o Airbnb e sites similares. As autoridades de Nova York, Barcelona, Paris, Amsterdã e Berlim já interferiram na atuação das empresas.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Mauro Eduardo Sales

    Tentem absorver essa ideia, pessoal: nos EUA não se admite a ditadura das minorias! A maioria dos habitantes se incomoda com os baderneiros; logo, como não é negocio ficar policiando as casas alugadas para evitar a baderna, proíbe-se a locação, e ponto final! Atende-se o interesse da maioria, ora! Eis porque alguns aqui se escandalizam com o fato: não estamos acostumados com isso…

    Curtir

  2. Para os bagunceiros já existem outras leis que se aplicam. Liberdade para a iniciativa privada.

    Curtir

  3. No Brasil seria uma boa também cortar as asas desses farofeiros, que só trazem problemas por ondem ficam.

    Curtir

  4. O comunismo é um nojo, mas o capitalismo selvagem é tanto pior. Os hotéis de exploração não conseguem viver sem as almas exploradas. E muito exploradas.

    Curtir

  5. Se fosse para disciplinar alguma coisa era só prender, multar e se caso fosse, extraditar os baderneiros, que perderiam o dinheiro gasto, pronto. Na fuça de quem quiser, são os interesses dos hoteleiros que estão sendo defendidos pelo Estado americano.

    Curtir