Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O Cinema No Brasil Que Funciona 100% Movido A Energia Solar

Localizado em Minas Gerais, projeto conta com toda a energia gerada por placas solares

A popularização da energia solar no Brasil, decorrente da queda de custos dos equipamentos e oferta de financiamentos acessíveis, tem permitido o surgimento de projetos pioneiros que, assim como a tecnologia fotovoltaica, trazem uma quebra de paradigma para o seu segmento.

Um deles é a Rede Cine A, primeiro projeto de cinema do Brasil movido 100% a energia solar. Com 4 salas de exibição, o complexo ainda conta com outras atrações para o público, como restaurante e academia, tudo alimentado pela energia limpa produzida pelo seu gerador solar.

O sistema solar fotovoltaico, composto por 450 placas, funciona em conjunto com a rede da distribuidora local e realiza a troca da energia gerada no dia pela energia consumida no período noturno, permitindo ao complexo economizar até 95% na conta de luz no fim do mês.

Esse sistema de troca de energia é fruto da legislação criada pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) em 2012 e que, segundo seus dados, hoje já engloba mais de 63 mil consumidores brasileiros, entre empresas, indústrias e, principalmente, residências.

Inaugurado em janeiro deste ano, na cidade mineira de Itajubá, o complexo visa uma total sustentabilidade de suas operações, utilizando sistema de captação e reutilização de água da chuva, além de carregadores para carros elétricos abastecidos pela energia solar.

O total investido no sistema fotovoltaico foi de R$661 mil e deverá, segundo os cálculos, gerar uma economia anual de R$150 mil nas faturas, permitindo um retorno total do sistema em até 4 anos.

Essa possibilidade de economia com o uso de geradores solares segue atraindo os brasileiros que, através de portais de energia solar, conhecem mais sobre a tecnologia e a aplicam em seus imóveis, sendo que, até 2024, a ANEEL estima mais de 886 mil deles com energia solar.