Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Yasmin Melo fala tudo sobre o evento Gigantes do Consignado, que está revolucionando o mercado

“É uma revolução silenciosa, os correspondentes
bancários atuam ativamente para a economia do país de
diversas formas, e com o avanço das fintechs, nosso
objetivo é capacitar esse público e inovar sua forma de
vender empréstimos”

Há um movimento em prol do correspondente bancário está tomando conta das redes sociais, um grupo criado por Yasmin Melo que envolve Diego Jordão, Taise Pimenta, Veruska Bernardes e Rayane Silva compõe o quadro dos #gigantesdoconsignado.

Os correspondentes bancários são autorizados à atuar no país
desse 2003, e não é difícil encontrar em toda cidade um
estabelecimento com venda de empréstimo. Acontece que essa
atividade de anos pra cá passou a ser atacada de forma incisiva, e
muitos correspondentes perderam mercado para a velocidade das
Fintechs ou até mesmo as agências bancárias.

Em 2019 ao analisar todo esse cenário, Yasmin Melo teve a ideia
de juntar pessoas (que até então não se conheciam) para levar essa
onda de esperança e inovação para o mercado. O Evento Gigantes
do Consignado teve uma edição recente com centenas de
correspondentes em Salvador, e estão cheios de novidades para a
ultima edição do ano em Belo Horizonte – MG, e vai acontecer 15
de dezembro de 2019.

As empresas impactadas por esse evento e afirmam que nunca
antes nesse mercado houve algo parecido, com tanta troca de
experiência, network e estratégias e inovação.O objetivo do grupo
é fazer um evento para milhares de correspondentes em 2020, e
Yasmin Melo faz uma reflexão interessante:


“Lembra dos antigos barbeiros? Sutilmente eles foram
substituídos por versões estilosas de barbearias e perderam seu
espaço. Foi assim que empresas como a Uber, Ifood entre outras
avançaram seus cenários, elas não criaram o mercado mas
melhoraram versões já existentes nele. Agora é nossa vez, várias
pesquisas revelam que profissões serão automatizadas, esses
profissionais ‘dispensáveis’ vão desde frentistas de postos de
gasolina até mesmo os agentes financeiros. Na medida em que as
fintechs estão avançando, o correspondente vai perdendo espaço e
produção. Prevendo isso, dedicamos todos nossos esforços e
descobrimos que há sim solução. Agora, para descobrir essa
solução, só indo no evento dia 15/12”