Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

México se diz pronto para impor novas tarifas sobre produtos dos EUA

Mexicanos estudam mais retaliações caso Washington mantenha suas tarifas sobre as importações de aço e alumínio.

A secretária de Economia do México, Graciela Márquez Colín, afirmou, nesta terça-feira 14, em Toronto (Canadá), que seu governo está pronto para impor novas represálias comerciais contra os Estados Unidos se mantiverem suas tarifas sobre as importações de aço e alumínio.

As declarações de Márquez foram dadas depois da reunião que teve hoje em Toronto com a ministra das Relações Exteriores canadense, Chrystia Freeland, para discutir a adoção de uma estratégia comercial comum frente aos Estados Unidos.

Após a reunião, Freeland e Márquez solicitaram aos Estados Unidos que suspendam as tarifas que impuseram em 2018 às exportações metalúrgicas canadenses e mexicanas.

Em entrevista coletiva junto com Márquez, Freeland destacou que a existência do novo acordo de livre-comércio entre Canadá, México e Estados Unidos e os passos dados pelos três países para sua ratificação tornam mais imprescindível a suspensão das tarifas.

Por sua parte, a secretária mexicana afirmou que o México finalizou a lista de produtos americanos sobre os quais o governo de Andrés Manuel López Obrador imporá novos encargos como represália pelas tarifas ao aço e ao alumínio.

“Estamos no processo de preparar novas tarifas de represália, mas não estamos em posição de revelar os novos elementos”, declarou Márquez.

Posteriormente, em entrevista à radiotelevisão pública canadense “CBC“, Márquez disse que é o “momento adequado para atualizar” a lista de produtos afetados pelas tarifas de represália depois da primeira rodada que o governo mexicano impôs no ano passado.

A reunião entre Freeland e Márquez aconteceu horas antes que Freeland viaje nesta quarta-feira a Washington para se reunir com o chefe negociador comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e outros políticos americanos.

Também hoje, o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, falou por telefone com o vice-presidente americano, Mike Pence.

Segundo afirmou em comunicado o escritório do primeiro-ministro do Canadá, Trudeau e Pence abordaram o tema das tarifas americanas sobre aço e alumínio.

(Com EFE)