Clique e assine com até 92% de desconto

México reduz previsão de crescimento para 2013

Com o enfraquecimento da economia no primeiro trimestre, governo reduz em 0,4 ponto porcentual a expansão do país para este ano

Por Da Redação 17 Maio 2013, 19h14

O governo do México desconsiderou a sua previsão inicial de 3,5% de crescimento econômico para 2013 após a divulgação de dados nada animadores a respeito do primeiro trimestre do ano. Agora, a expectativa é de que a expansão da economia será de 3,1% neste ano. Em 2012, o crescimento ficou em 3,9%.

A revisão da previsão ocorreu após a agência de estatísticas nacional anunciar antes do esperado que o PIB apresentou um crescimento de apenas 0,8% nos três primeiros meses de 2013, em comparação ao mesmo período do ano passado. O resultado foi o pior desde a recessão que afetou o país em 2009.

“A nova projeção reflete melhor a nova situação. O enfraquecimento da demanda externa já está afetando a demanda doméstica”, afirmou Fernando Aportela, vice-ministro de Finanças do México, nesta sexta-feira.

O ministro ainda garantiu que o governo estuda a possibilidade de implementar um plano de corte de gastos para compensar a redução de receita com impostos, esperada como uma medida para desacelerar a economia.

As exportações mexicanas sofreram no primeiro trimestre devido ao enfraquecimento da demanda global, especialmente a dos EUA. Já o mercado interno foi afetado pela diminuição dos gastos públicos e por fatores sazonais, a exemplo do feriado de Páscoa, que foi antecipado para março ao invés de abril.

Leia também:

Ajuste em acordo automotivo é oficializado no México

Brasil terá maior cota de exportação de veículos ao México

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade