Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Meta para dívida grega continua a mesma, diz UE

Para União Europeia, gregos terão de diminuir sua dívida de 160% para 120% do Produto Interno Bruto até 2020

A Grécia precisa reduzir sua dívida em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) para 120% até 2020, como foi acertado na concessão do segundo pacote de ajuda ao país, e não para 100% do PIB ou outra meta menor, afirmou hoje Olivier Bailly, um porta-voz da Comissão Europeia (CE).

A declaração foi em resposta a uma reportagem do Wall Street Journal, segundo a qual o Fundo Monetário Internacional (FMI) – integrante da troika de credores da Grécia, junto com a CE e o Banco Central Europeu (BCE) – vem pressionando para que os europeus assumam parte dos prejuízos com os empréstimos feitos a Atenas a fim de diminuir a dívida do país a níveis menores e mais administráveis.

Leia também:

BCE aprova ajuda de emergência à Grécia, diz jornal

Para garantir isso, o FMI propôs uma reestruturação dos 127 bilhões de euros devidos pela Grécia aos países da zona do euro e BCE, de acordo com o jornal. Bailly disse que a proposta não é nova, mas que não há qualquer discussão a respeito.

O porta-voz ressaltou também que a meta foi estabelecida com toda a troika, e não apenas com o CE ou países da zona do euro.

“A meta de 120% não é uma preferência nossa, é o que foi decidido”, disse Bailly. “É também o que assinamos no memorando de entendimento da Grécia.”

(Com Agência Estado)