Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mesmo com notícias positivas do exterior, Ibovespa cai 0,56%

Por Roberta Vilas Boas

SÃO PAULO, 15 Dez (Reuters) – A Bovespa terminou a quinta-feira em baixa, puxada pelas blue chips Vale e Petrobras, apesar das notícias e dados positivos da Europa e dos Estados Unidos.

O Ibovespa recuou 0,56 por cento, a 56.331 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 5,7 bilhões de reais.

Às 18h34 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,59 por cento na Bolsa de Nova York.

“Tinha tudo para ser um dia bom, mas essa virada mostra que a aversão ao risco continua”, afirmou o analista João Pedro Brugger, da Leme Investimentos.

A ação preferencial da Vale teve queda de 1,18 por cento, a 37,55 reais. Na quarta-feira, a Assembleia Legislativa do Pará, onde está localizada a principal mina de minério de ferro da Vale, Carajás, aprovou uma nova taxa que vai incidir sobre todos os minérios produzidos no Estado. A empresa afirmou que considera a medida inconstitucional e que avalia entrar na Justiça para contestá-la.

Já a ação da Petrobras perdeu 1,42 por cento, a 21,51 reais, após registrar ganhos de 2,20 por cento, na máxima do dia.

Ambos os papéis concentram a disputa pelos contratos de opções de ações, que têm data de exercício na próxima segunda-feira.

Papéis de bancos também tiveram impacto negativo, com o Bradesco recuando 2,53 por cento, a 29,63 reais. A instituição informou que está na disputa pela aquisição da financeira do HSBC, Losango, mas que a concorrência ainda está em fase inicial.

Banco do Brasil caiu 1,07 por cento, enquanto Santander perdeu 1,85 por cento, e Itaú Unibanco teve queda de 1,49 por cento.

Segundo Brugger, esses papéis anularam os efeitos positivos do resultado do leilão de bônus na Espanha, que teve sólida demanda, e do resultado dos pedidos de auxílio-desemprego nos EUA, que caiu na semana passada para o menor nível desde maio de 2008, sugerindo que a economia norte-americana está gradualmente melhorando.

Entre as ações que registraram alta, destaque para Klabin, com valorização de 3,47 por cento, e BR Malls, com ganhos de 2,85 por cento.