Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Merkel é contra responsabilidade compartilhada

Chanceler alemã diz que política de eurobônus e fundos de resgate de dívidas é contraproducente e economicamente errados

A chanceler alemã, Angela Merkel, se colocou mais uma vez contrária ao compartilhamento da dívida da zona do euro, o que, para ela, é “contraproducente”. No encontro de dois dias em Bruxelas, que começa na quinta-feira, líderes devem discutir uma união bancária na região, maior integração fiscal e a possibilidade de um fundo de resgate da dívida, como parte dos esforços para impedir uma piora da crise.

Essa é uma ideia que França, Itália e outros têm reforçado, mas à qual líderes conservadores da Alemanha se opõe. Merkel defende que os eurobônus conjuntos, propostos por outras nações, ou fundos de resgate da dívida são inconstitucionais. “Eu também os considero economicamente errados e contraproducentes”, acrescentou.

Merkel teme que a Alemanha, que está com custos baixos de empréstimos, voltaria a ficar sob pressão de seus pares na zona do euro. “Em Bruxelas, muitos ou mesmo todos os olhos estão sobre nós mais uma vez”, disse Merkel, destacando que a Alemanha deve prosseguir com sua política financeira sustentável.

O porta-voz do governo alemão, Steffen Seibert, disse mais cedo que a união monetária do euro está claramente em dificuldade e as taxas de juros que alguns países têm de pagar são parte dessa dificuldade. “O governo alemão sabe muito bem disso e está determinado a achar uma boa maneira de acabar com a crise”, declarou.

(com agência Reuters)