Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Merkel defende aplicação de reformas importantes após ameaça da S&P

A chanceler alemã Angela Merkel declarou nesta terça-feira em Berlim que seguirá aplicando as reformas importantes, ao relativizar as ameaças de rebaixamento da nota da Alemanha e de outros países da Eurozona formuladas pela agência Standard & Poor’s.

“Vamos aplicar as decisões que consideramos importantes. É um processo longo. Vamos seguir neste caminho de reformas”, declarou Merkel em uma entrevista coletiva em Berlim.

“Sempre disse que era um processo prolongado, que ainda vai durar certo tempo. E nós continuaremos por este caminho das reformas”, completou.

A chanceler minimizou a importância das ameaças da Standard & Poor’s.

“As decisões sobre a classificação financeira dos países dependem da responsabilidade das agências de classificação”, se limitou a comentar a chanceler.

A Standard & Poors colocou na segunda-feira sob perspectiva negativa as notas da dívida soberana a longo prazo de 15 países da Eurozona, incluindo Alemanha, Áustria, Finlândia, França, Luxemburgo e Holanda, seis países com classificação “AAA”, a melhor nota possível.

Para o líder dos ministros das Finanças da Eurozona, Jean-Claude Juncker, a ameaça da agência americana é “exagerada e injusta”.