Clique e assine a partir de 9,90/mês

Mercado reduz projeção de alta do IPCA de 2012

Por Da Redação - 9 jul 2012, 09h30

Por Fernando Nakagawa

Brasília – O mercado financeiro reduziu mais uma vez a estimativa para o IPCA em 2012. De acordo com a pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira pelo Banco Central, a mediana das estimativas para a inflação oficial neste ano recuou pela oitava semana seguida e passou de 4,93% para 4,85%. Há quatro semanas, estava em 5,03%. Para 2013, a projeção não sofreu alteração e manteve-se em 5,50%. Há um mês, estava em 5,60%.

A projeção para a inflação para os próximos 12 meses não acompanhou o movimento esperado para 2012 e 2013 e subiu ao passar de 5,50% para 5,53%, conforme a projeção suavizada para o IPCA. Há quatro semanas, estava em 5,50%.

Nas estimativas do grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções, o chamado Top 5 da pesquisa Focus, a previsão para o IPCA em 2012 no cenário de médio prazo caiu de 5% para 4,86%. Para o ano seguinte, a estimativa manteve-se em 5,50% pela quarta semana seguida. Há um mês, o grupo apostava em alta de 5,02% e 5,50% para cada ano, respectivamente.

Continua após a publicidade

Entre todos os analistas ouvidos pelo BC, a mediana das estimativas para o IPCA em julho apresentou ligeiro aumento, de 0,19% para 0,20%, retornando ao mesmo patamar previsto há um mês. Para agosto, a previsão subiu de 0,28% para 0,29%, ante 0,30% há quatro semanas.

Já as projeções para os Índices Gerais de Preços (IGPs) em 2012 subiram mais uma vez na pesquisa Focus e estão na casa dos 6%. A mediana das estimativas para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) neste ano subiu de 5,94% para 6,19%. Quatro semanas atrás, o mercado previa alta de 5,95%. Para 2013, seguiu em 4,90% pela 14ª semana consecutiva.

Para o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), que corrige a maioria dos contratos de aluguel, a expectativa para 2012 também subiu e passou de 5,87% para 6,09%. Quatro semanas atrás, o mercado previa alta de 5,70%. Para 2013, a estimativa do IGP-M seguiu em 5% pela décima semana.

A pesquisa também mostrou que a previsão para o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em 2012 caiu de 4,54% para 4,51%. Há um mês, a expectativa era de alta de 4,52% para o índice que mede a inflação ao consumidor na capital paulista. Para 2013, a mediana das estimativas para o IPC da Fipe recuou de 4,96% para 4,85%. Há quatro semanas, estava em 5%.

Continua após a publicidade

Economistas mantiveram ainda a estimativa para o aumento do conjunto dos preços administrados – as tarifas públicas – em 2012 em 3,50%. Um mês atrás, a previsão estava em 3,60%. Para 2013, a previsão de alta dos preços administrados manteve-se em 4,50% pela 126ª pesquisa consecutiva.

Publicidade