Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mercado da dívida na Europa resiste e espera após redução de notas

O mercado da dívida dos países europeus resistia nesta segunda-feira à redução da nota creditícia de 9 países da zona do euro, realizada na sexta-feira pela Standard and Poor’s, com as taxas a dez anos apresentando uma leve tensão, mas sem excessos.

Às 09H00 GMT (07H00 de Brasília), a taxa dos bônus franceses à dez anos, que evolui de maneira oposta à demanda, estava em leve alta, a 3,095%, contra 3,065% no fechamento de sexta-feira.

A nota de Itália e Espanha foi rebaixada em dois escalões, e suas taxas também resistiam no mercado secundário da dívida. As taxas a 10 anos dos bônus italianos apresentavam um rendimento de 6,740%, contra 6,618% na sexta-feira. Já o bônus espanhol apresentava ganho de 5,272%, contra 5,190% no pregão anterior.

“Essa notícia já estava incorporada nas cotações. A Standard and Poor’s apenas constatou o que os mercados já haviam precificado”, disse Laurent Geromini, diretor de gestão de taxas de Swiss Life.

“Até o momento, o mercado estuda e se interroga sobre as medidas a serem tomadas pela França e sua reação”, disse.

O objetivo é evitar um distanciamento muito grande das taxas alemãs. A maior economia da Europa manteve sua nota de crédito “AAA”, a melhor possível, assim como sua perspectiva.