Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mercado cativo da Copel cresce 5,5% em 9 meses

Por AE

São Paulo – O mercado cativo da Copel cresceu 5,5%, com o consumo de 16.858 gigawatts-hora (GWh) nos nove meses de 2011, segundo relatório de desempenho divulgado hoje. O consumo da classe industrial cresceu 5,3%, para 5.604 GWh até setembro. Segundo a empresa, o resultado foi influenciado pelo crescimento da produção industrial paranaense, particularmente dos setores de veículos automotores e máquinas, aparelhos e materiais elétricos. Ao final de setembro, a classe industrial englobava 33,2% do mercado cativo da Copel, com 78.107 consumidores atendidos.

A classe residencial consumiu 4.690 GWh, alta de 5,5%. No final de setembro, esta classe representava 27,8% do mercado cativo da Copel, totalizando 3,065 milhões de consumidores residenciais.

O consumo da classe comercial foi de 3.578 GWh, 6,9% maior, influenciado pela elevação do crédito e da renda. No final do período, esta classe representava 21,2% do mercado cativo da Copel, com 325.862 consumidores atendidos.

A classe rural consumiu 1.401 GWh e cresceu 4,8%. Esta classe representa 8,3% do mercado cativo da Copel, e, ao final de nove meses, eram atendidos 364.308 consumidores rurais. As outras classes (poderes públicos, iluminação pública, serviços públicos e consumo próprio) consumiram 1.585 GWh, aumento de 3,4% no período. Em conjunto, estas classes de consumo equivalem a 9,5% do mercado cativo da empresa.

O mercado fio da Copel Distribuição, composto pelo mercado cativo, pelo suprimento a concessionárias e permissionárias dentro do Estado do Paraná e pela totalidade dos consumidores livres existentes na sua área de concessão, teve aumento de 4,9%, de acordo com a companhia.