Clique e assine a partir de 9,90/mês

Mercado aumenta projeção da inflação pela 6ª vez seguida

Analistas elevaram a estimativa do IPCA de 8,31% para 8,37%. Economistas também esperam aumento na taxa básica de juros e encolhimento maior do PIB para este ano

Por Da Redação - 25 maio 2015, 09h20

O mercado financeiro elevou pela sexta vez consecutiva a projeção da inflação para este ano. Segundo o boletim semanal Focus, divulgado nesta segunda-feira, a estimativa do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2015 passou de 8,31% para 8,37% em uma semana. Se for concretizada, a taxa chegará ao maior nível desde 2003, quando atingiu 9,3%.

Além disso, o resultado está muito acima do centro da meta definida pelo governo para este ano, de 4,5%, e do teto dela, de 6,5%. Para 2016, no entanto, a projeção dos analistas é que o IPCA permaneça estável em 5,5%. Parte disso é reflexo da expectativa de aumento na taxa básica de juros, a Selic, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) agendada para junho. O relatório previu uma elevação nos juros, de 13,5% para 13,75% em relação à semana passada.

Atrelado ao aumento da inflação, os analistas de mercado ouvidos pelo Banco Central também apontaram uma piora no comportamento da economia brasileira, com um recuo de 1,20% para 1,24% no resultado do Produto Interno Bruto (PIB). Se for confirmado, este será o pior desempenho do indicador desde 1990, quando foi verificada uma queda de 4,35%.

O boletim é produzido pelo Banco Central com mais de 100 instituições financeiras.

Continua após a publicidade

Leia também:

Mercado eleva pela 5ª vez seguida previsão de inflação em 2015

BC: Avanços no combate à inflação ainda não são suficientes

Mercado prevê inflação e juros maiores em 2015

Continua após a publicidade

(Da redação)

Publicidade