Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Mercado aumenta prévia da inflação pela 4ª vez seguida

Boletim semanal Focus estimou alta na inflação para 8,29%; economistas também esperam uma maior queda no PIB para 1,20% em 2015

Por Da Redação 11 Maio 2015, 09h26

O mercado financeiro voltou a prever uma forte retração na economia brasileira neste ano, com inflação mais alta e maior recuo no Produto Interno Bruto (PIB). De acordo com o boletim semanal Focus, divulgado nesta segunda-feira, os economistas ouvidos pelo Banco Central aumentaram a prévia da inflação de 8,26% para 8,29% em sete dias. Trata-se da quarta semana consecutiva em que o indicador é reajustado para cima – no dia 20 de abril, o índice havia sido projetado em 8,13%. O resultado está acima do teto da meta, de 6,5%, e ainda mais longe do centro da meta, de 4,5%, definida pelo governo federal para este ano.

Para 2016, no entanto, os economistas estimaram pela primeira vez neste ano um recuo no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 5,60% para 5,51%. Os aumentos nas contas de luz, água e telefonia, além da valorização do dólar, são os principais fatores que têm pressionado os preços em 2015.

O relatório também apontou um encolhimento do PIB, de 1,18% para 1,20%. É a quarta semana seguida que os analistas baixam a previsão do indicador. Se for confirmado, este será o pior resultado em 25 anos. Em 1990, o PIB registrou queda de 4,35%. Em relação aos juros, os economistas mantiveram a prévia da Selic em 13,50%.

Leia também:

BC: Avanços no combate à inflação ainda não são suficientes

Mercado prevê inflação e juros maiores em 2015

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade