Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Meirelles promete ‘o maior esforço possível’ para evitar imposto

Segundo o ministro da Fazenda, elevar tributos poderá ser desnecessário caso haja uma receita adicional com concessões e privatizações

Por Da redação - 1 ago 2016, 21h40

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira que o governo fará “o maior esforço possível” para não ser necessário aplicar aumentos de impostos.

“Evidentemente que teremos de fazer previsão sobre, em primeiro lugar, a evolução da arrecadação tributária para 2017, que tem caído muito este ano e caiu um pouco no ano passado e nos anos anteriores e, na medida em que haja uma recuperação da economia, espera-se que possa haver uma arrecadação”, disse, antes de participar de evento da revista Época Negócios, em São Paulo. O evento é fechado para a imprensa, mas o ministro afirmou que recomendou, aos organizadores, a entrada de jornalistas.

Leia mais:
Governo propõe mudanças na renegociação da dívida dos Estados

Segundo Meirelles, o aumento de imposto pode se tornar desnecessário caso haja uma receita adicional por meio de concessões e privatizações. “Mas está um pouco prematuro para tomar uma decisão ainda porque temos de acompanhar até o fim deste mês a evolução da arrecadação para podermos ter uma previsão mais precisa sobre a evolução da arrecadação no ano que vem”, disse o ministro. “Mas vamos ver se evitamos um aumento de imposto, que evidentemente não é positivo para uma recuperação da economia.”

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade