Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Meirelles: Governo recorrerá do bloqueio da alta no combustível

Ministro da Fazenda diz que a interpretação é que aumento pode ser feito via decreto, e que buscará outras formas de arrecadação se a decisão for mantida

Por Da redação
Atualizado em 4 jun 2024, 18h26 - Publicado em 25 jul 2017, 16h56

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o governo vai recorrer da decisão judicial que suspendeu o aumento de impostos PIS/Cofins sobre combustíveis. A declaração foi feita nesta terça feira a jornalistas após o velório do jornalista Domingo Alzugaray, em São  Paulo. O ministro disse também que, se o imposto for suspenso definitivamente, será buscada outra alternativa de arrecadação.

Segundo Meirelles,  o governo vai respeitar a decisão  do Judiciário, mas a interpretação dos advogados federais é que o aumento pode ser feito por decreto. Na decisão liminar que suspende a alta do imposto, o  juiz federal substituto da 20ª Vara Federal de Brasília, Renato Borelli, aceitou o argumento de que esse tipo de aumento só pode ser feito por projeto de lei.

O ministro da Fazenda disse que, se prevalecer esse entendimento, o governo buscará novas formas de tributação. “Se isso acontecer, estaremos pensando em outras formas de tributo. Esse é o mais eficiente, mas respeitamos as decisões judiciais”, disse.

Etanol

Na última segunda-feira, Meirelles disse que o aumento do PIS/Cofins sobre o etanol está em estudo pela Receita Federal. A dúvida é se a alta obedece ao limite legal para esse tributo, cuja participação não pode ultrapassar 9,25% do preço médio do combustível. Segundo Meirelles, o governo acredita que o aumento está dentro do limite legal, mas que a alta será revista caso tenha ultrapassado esse marco.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.