Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Meirelles diz que reformas vão conter efeito Trump no Brasil

O ministro da Fazenda brasileiro afirmo que a aprovação de uma série de reformas orçamentárias preparariam o país para a incerteza econômica com Trump

O governo brasileiro precisa aprovar uma série de reformas orçamentárias para proteger a economia da volatilidade global decorrente da eleição de Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos, disse nesta quarta-feira o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

“O Brasil tem que fazer o ajuste mais rápido possível e estar com a economia suficientemente forte para enfrentar com sucesso as flutuações normais dos ciclos econômicos no cenário internacional, seja por mudanças políticas, como é o caso da última eleição americana, seja por ciclos econômicos, seja por crises, como houve a crise de crédito nos EUA em 2007/2008”, afirmou.

As reformas, que incluem um limite para o crescimento dos gastos federais por 20 anos e a reforma da previdência, também ajudarão a levar a inflação de volta para a meta oficial, disse Meirelles em um evento em Nova York.

“Quanto mais rápido aprovarmos as reformas, mais rapidamente o risco do país pode cair”, disse.

As reformas orçamentárias têm uma alta chance de serem aprovadas pelo Congresso, disse Meirelles. O limite de gastos já passou pela Câmara dos Deputados e a reforma da previdência será apresentada antes do final do ano, segundo afirmou o presidente da República, Michel Temer, na semana passada.

“Antes era uma política de ‘gastar mais’ e agora queremos que os mercados e os investidores privados tenham um papel maior na economia, até para permitir uma melhor alocação de recursos”, disse Meirelles aos participantes de um evento patrocinado pelo Banco Bradescoem Nova Iorque.

Veja também

A vitória de Trump provocou um choque nos mercados emergentes, com as moedas do México e do Brasil perdendo mais de 10% de seu valor e o preço dos títulos locais despencado.

Antes de qualquer reforma ser aprovada, os prêmios de risco do Brasil aumentarão na sequência da eleição de Trump, mas a volatilidade do mercado complica quaisquer outras previsões, disse Meirelles.

Ele observou que as previsões para o crescimento econômico do próximo ano poderiam ser revisadas para baixo, mas se recusou a dar números. O governo estima atualmente o crescimento de 1,6% em 2017, depois dois anos de forte recessão.

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Micky Oliver

    CENSORED DETECTED!!!! CENSORED DETECTED!!!!!

    Curtir

  2. Veja Esquerdopata

    Efeito Trump? HAHAHAHHAHA

    Curtir

  3. Fábio Luís Inaimo

    É ….Defeito TrumPT !! RA RA RA !

    Curtir

  4. Fábio Luís Inaimo

    Papai noel é esquerdopata !! Manda prendê esse comunista !!! RA RA RA !

    Curtir

  5. Ronaldo Serna Quinto

    O choro é livre e grátis!!!! Chora imprensa vermelha, chora! kkk

    Curtir