Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Medo do desemprego é um dos maiores em 22 anos, segundo pesquisa

Índice voltou ao maior patamar desde o início da série histórica, em 1996

O brasileiro só teve tanto medo de perder o emprego em outras duas situações nos últimos 22 anos. É o que aponta estudo divulgado nesta segunda-feira, 9, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O Índice de Medo do Desemprego (IMD), aferido trimestralmente desde maio de 1996 pela instituição, saltou 4,2 pontos em relação ao número anterior, de março, e atingiu 67,9 pontos.

Com isso, empatou com os outros dois recordes da série histórica: maio de 1999, durante o segundo governo FHC, e junho de 2016, durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff. O menor índice, de 25 pontos, foi registrado em março de 2013, também no governo Dilma.

Hoje, o indicador de medo está 37% maior do que a média histórica, que é de 49,6 pontos.

O medo é maior entre as pessoas com menor grau de instrução. Entre quem tem até a quarta série do ensino fundamental, o índice subiu 10,4 pontos entre março e junho, alcançando 72,4 pontos. Entre os que possuem ensino superior, o aumento foi muito menor: 0,6 ponto, chegando a 60,5 pontos.

Para a pesquisa, 2.000 pessoas de 128 cidades foram ouvidas.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Carlos Aurélio

    Normal. Formal. Ou melhor, informal. O medo. Ninguém confia em quadrilhas.

    Curtir