Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Mantega diz que taxa de câmbio é preocupação permanente

Por Da Redação 4 Maio 2012, 17h16

São Paulo, 4 mai (EFE).- O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta sexta-feira que a cotação do real frente ao dólar é uma preocupação ‘permanente’ do Governo e alertou que se o dólar tivesse caído para R$ 1,40 a indústria do país estaria ‘destruída’.

Mantega defendeu o conjunto de medidas que o Governo adotou nos últimos meses para combater o que qualifica como ‘guerra cambial’, processo mediante o qual alguns países mantêm desvalorizada sua moeda para serem mais competitivos nos mercados internacionais.

Em um ato realizado em São Paulo, Mantega disse que com os valores atuais, nos quais o dólar está cotado a R$ 1,92, ‘os empresários já começam a esboçar um sorriso, já que isso ajuda a recuperar a competitividade de seus produtos’.

‘Estamos permanentemente preocupados com a mudança’, disse o ministro durante o seminário ‘Brasil 2020. Os Rumos da Economia’.

Mantega acrescentou que o Governo levou a diferentes fóruns internacionais a preocupação com a taxa de câmbio e suas reivindicações não foram atendidas, por isso que se viu forçado a intervir no mercado mediante operações de compra de dólar por parte do Banco Central.

‘Se não tivéssemos feito isso o câmbio estaria perto do um por um (equivalência real-dólar)’, disse o ministro, acrescentando: ‘Se o dólar chegasse a R$ 1,40, a indústria brasileira estaria destruída’.

Neste ano o real caiu 2,30% frente ao dólar. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade