Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Mantega anuncia medidas à indústria na 3a–deputado

Por Da Redação
28 mar 2012, 11h57

BRASÍLIA, 28 Mar (Reuters) – O Ministério da Fazenda anuncia na próxima terça-feira o pacote de medidas de estímulo ao setor industrial, disse o vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Hugo Leal (PSC-RJ).

Para facilitar a tramitação dos projetos que o Executivo encaminhará ao poder Legislativo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, reuniu-se na manhã desta quarta-feira com os líderes da base aliada do governo na Câmara.

Mantega tem afirmado que o governo fará a desoneração da folha de pagamento das empresas, com a mudança da incidência sobre a folha para a cobrança sobre o faturamento. A alíquota a incidir sobre o faturamento será inferior a 1,5 cento. Entre os setores a serem beneficiados, constam têxtil, moveleiro, de autopeças e empresas fabricantes de navios e de aviões.

Ainda segundo o vice-líder do governo na Câmara, o ministro também revelou que o governo adotará medidas para aumentar o investimento do setor privado.

Continua após a publicidade

CORTE NOS JUROS

Além da desoneração da folha, o governo deverá anunciar uma redução nos custos das linhas de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com a possibilidade de um corte nos juros do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), também do BNDES, que hoje variam de 6,5 por cento a 8,5 por cento.

Também deve ser anunciado o barateamento dos custos dos Adiantamentos de Contrato de Crédito (ACC’s), que são, em sua maior parte, ofertados pelo Banco do Brasil.

Continua após a publicidade

Leal disse ainda que, além do pacote de medidas destinadas a estimular o setor industrial, o ministro abordou com os parlamentares outros projetos econômicos de interesse do governo. O ministro afirmou, segundo o deputado, que este não é o momento adequado para o Congresso discutir o projeto que altera a distribuição dos royalties do petróleo.

O ministro considera que o fato de ser este um ano eleitoral pode influenciar negativamente a votação da matéria, disse Leal. “Ele abriu a conversa dizendo que estava preocupado que esse projeto entre em meio ao período eleitoral e disse que achava que isso deveria ficar mais para o fim do ano”, informou.

O líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes, informou que na conversa com os integrantes da base do governo no Congresso, Mantega agradeceu a votação do projeto que institui o Fundo de Previdência dos Servidores Públicos (Funpresp). O projeto foi aprovado nesta terça-feira na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado e pode ser votado ainda nesta quarta-feira no plenário da Casa.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Luciana Otoni)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.