Clique e assine a partir de 9,90/mês

Mansão de Edemar Cid Ferreira vai para 3º leilão

Propriedade do ex-dono do Banco Santos terá lance inicial de R$ 39 milhões

Por Gilmara Santos - 2 abr 2018, 19h31

A mansão do banqueiro Edemar Cid Ferreira, ex-dono do Banco Santos, será colocada à venda mais uma vez. Sem compradores nos dois primeiros leilões, o imóvel segue para a terceira tentativa de venda, com os credores aceitando reduzir o lance inicial de 76,8 milhões de reais para 39 milhões de reais – incluindo 1,1 milhão de reais em obras de arte.

De acordo com o edital, o valor mínimo para a venda do imóvel corresponde a 50% do valor da avaliação judicial, “contudo serão aceitos lances inferiores a esse valor, que serão recebidos de forma condicional à aprovação do juízo responsável”.

O leilão terá início em 25 de abril , a partir das 14h, e termina no dia 15 de maio, também às 14h.

Instalada em terreno de 12.000 m², a residência tem 4.500 m² de área construída e inclui facilidades como duas piscinas – uma coberta e outra ao ar livre -, uma adega com 5.000 garrafas de vinho, duas bibliotecas (com coleção de livros de arte incluída) e vista panorâmica da cidade, com os páreos de domingo do Jockey Club de São Paulo em primeiro plano.

Continua após a publicidade

O imóvel vai à leilão para sanar dívidas com credores da massa falida do Banco Santos. A falência da instituição financeira foi decretada em 2005 pelo Banco Central. Edemar Cid Ferreira foi condenado a 21 anos de prisão por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, mas acabou absolvido em 2016.

Publicidade