Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mais de 41 mi de brasileiros têm acesso a TV paga

Em novembro, o país possuía 12,4 milhões de domicílios com serviços de TV por assinatura. Novos assinantes totalizaram 275.597 no mês

O Brasil fechou novembro com 12,4 milhões de domicílios com serviços de TV por assinatura. Nesse período, o serviço contou registrou 275.597 novos assinantes. Os dados são Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e foram divulgados nesta sexta-feira pelo site da instituição.

Segundo o órgão regulador, de cada cem domicílios, 20,7 possuem o serviço de TV paga. A Anatel informa também que hoje mais de 41 milhões de brasileiros têm acesso a TV por assinatura – isso levando em conta dados do IBGE que contabilizam a média 3,3 pessoas por domicílio.

O setor mostrou em novembro um crescimento de 2,27% na comparação com a base de assinantes de outubro de 2011 e de 30,54% em relação a novembro de 2010. Neste ano, o setor acumula crescimento de 27,37%, com a adição de 2,6 milhões de assinantes.

A Anatel explica que os serviços de TV por assinatura são prestados através de diferentes tecnologias: por meios físicos confinados (serviço de TV a cabo – TVC); por utilização do espectro radio-elétrico em micro-ondas (serviço de distribuição de sinais multiponto multicanal – MMDS) e na faixa de UHF (serviço especial de televisão por assinatura – TVA); e ainda por satélite (serviço de distribuição de sinais de televisão e de áudio por assinatura via satélite – DTH).

O DTH foi a modalidade que mais cresceu em novembro deste ano, 3,5% ante uma evolução de 3,7% no mês anterior, registrando adição de 229.374 assinantes. O número de assinantes via TV a cabo, com a inserção de 51.964 acessos, cresceu 1,0% em novembro, superior ao crescimento de 0,9% de outubro. Já as prestadoras de MMDS perderam 5.741 assinantes no mesmo período, o que representa 2,3% de sua base de assinantes, valor maior do que a queda de 2,2% do mês anterior.

Por região, Nordeste, Norte e Centro-Oeste apresentam índices de crescimento acima da média nacional, o que tem sido observado desde 2010, como afirma a Anatel. As regiões Sul e Sudeste, por sua vez, registram crescimento inferior à média nacional. Apesar do crescimento observado no estados do centro-norte, o Sudeste manteve-se na dianteira quanto à penetração dos serviços, registrando 30,3% de domicílios com TV por assinatura.

Entre as unidades da federação, destacam-se o Distrito Federal e os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, por terem registrado desempenho acima da média nacional quanto à densidade dos serviços de TV por assinatura.

“O Estado do Piauí, embora tenha registrado a maior variação entre o número de domicílios atendidos nos últimos 12 meses, com crescimento de 78,39% da base, ainda é a unidade da federação com menor penetração do serviço em novembro de 2011, com 5,1 de cada 100 domicílios com os serviços de TV por Assinatura”, informa a Anatel.

(com Agência Estado)