Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Mais de 10 aeroportos poderão ser concedidos, diz Planejamento

Segundo ministro Dyogo Oliveira, os projetos em estudo incluem Goiânia, Recife e Vitória e devem ocorrer em 2018

Por Da redação - Atualizado em 21 mar 2017, 15h27 - Publicado em 21 mar 2017, 14h47

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciou que os aeroportos de Goiânia, Recife e Vitória deverão fazer parte de uma nova oferta para a concessão de mais de dez novos terminais aeroportuários da Infraero para a iniciativa privada. Os projetos ainda estão em estudo e devem ocorrer apenas em 2018.

Além destes terminais, o governo estuda “uma extensa lista” de aeroportos para uma nova oferta à iniciativa privada, após a concessão dos terminais de Porto Alegre, Florianópolis, Salvador e Fortaleza realizada recentemente, que considerou bem sucedida.

Segundo o ministro, ainda está em estudo qual será o plano de negócios de uma “Nova Infraero”, e o governo trabalha com a possibilidade de uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês)  ou uma operação de fusão e aquisição (M&A). O modelo do negócio será decidido após contratação de assessoria financeira para esse plano e avaliação do valor dessa empresa.

Dyogo Oliveira também confirmou que os aeroportos de Congonhas em São Paulo, Santos Dumont no Rio de Janeiro, Curitiba e Manaus continuarão sob o guarda-chuva da Infraero.

Publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade