Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lucro líquido das empresas de capital aberto cresce 7,43% no 1º trimestre

A Petrobras foi a companhia mais lucrativa no período; Itaú Unibanco aparece na segunda posição e a Vale é a terceira colocada, segundo a Economatica

As empresas de capital aberto registraram alta de 7,43% no lucro líquido no primeiro trimestre deste ano na comparação com igual período do ano passado, segundo levantamento da Economatica, empresa de informações financeiras. O lucro consolidado das 285 empresas analisadas foi de 50,82 bilhões reais nos primeiros três meses deste ano contra 47,31 bilhões de reais no mesmo período de 2017, crescimento 3,51 bilhões de reais no período. 

O levantamento foi elaborado com base nos demonstrativos financeiros padronizados entregues à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), não foram considerados outros informes que as empresas tenham apresentado ao mercado.

A ecompanhia que teve maior lucro no primeiro trimestre foi a Petrobras, com ganho de 6,96 bilhões de reais. Itaú Unibanco aparece na segunda posição, com 6,28 bilhões de reais, e a Vale na terceira colocação, com lucro de 5,11 bilhões de reais.

O setor com maior número de representantes entre os 20 maiores lucros no primeiro trimestre é o de bancos com cinco empresas, seguido por alimentos e bebidas e por papel e celulose, com duas representantes cada setor.

A Petrobras é também a companhia que teve o maior crescimento nominal de lucro no primeiro trimestre, entre as 20 mais lucrativas, com 2,51 bilhões de reais. A segunda com maior expansão é a CSN, com 1,38 bilhão de reais.

Na outra ponta, a construtora Mendes Junior foi a que teve o maior prejuízo entre as empresas de capital aberto (-245 milhões de reais), seguida pela Marfrig  (-202,6 milhões de reais).

Entre as 20 companhias com maiores prejuízos, seis são do setor de construção, três de alimentos e bebidas, já os setores de comércio e energia elétrica têm duas empresas cada.