Clique e assine com 88% de desconto

Lucro dos grandes bancos deve subir 19,8% no 1º trimestre

Juntos, Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander Brasil devem divulgar um lucro líquido de 14,2 bilhões de reais, apesar de incertezas com mercado de crédito

Por Da Redação - 27 abr 2015, 12h40

Analistas de mercado projetam que os quatros maiores bancos do Brasil com ações listadas na Bolsa divulgarão em conjunto um lucro líquido de 14,2 bilhões de reais no primeiro trimestre deste ano. Se a previsão se concretizar, o Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander Brasil terão obtido um resultado 19,8% maior do que no mesmo período do ano passado, informou o jornal Valor Econômico em reportagem veiculada nesta segunda-feira.

Segundo apurações do jornal, o maior crescimento estimado deve ser do Itaú, de 23,4%, atingindo um lucro liquído de 5,59 bilhões de reais. Em segundo lugar, vem o Bradesco, com alta de 22,1% e lucro líquido de 4,2 bilhões de reais. Depois, o Santander, com aumento de 17,9%, e o BB, com acréscimo de 11,4%.

A equipe do Goldman Sachs avalia que as altas se referem às receitas obtidas com serviços, apesar da expectativa de perdas com a provisão de empréstimos. Num cenário de incertezas quanto às reservas, os bancos têm sido cautelosos na concessão de crédito, o seu principal produto. Em relatórios, analistas são unânimes em afirmar que as despesas com desembolso de créditos duvidosos irão aumentar. “Já estamos em um ciclo de provisões para perdas com crédito, mas que deve ser modesto”, informa nota do Citibank. Muitos analistas atribuem essas perdas à maior incidência de calote no início do ano pelo fato de os consumidores estarem mais endividados nesse período.

Leia também:

Publicidade

Empréstimo da Caixa à Petrobras não passou pelo conselho

Bancos públicos vão elaborar modelos para concessões em infraestrutura

(Da redação)

Publicidade