Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Lucro do Santander cresce 19,2% e chega a R$ 3,7 bi

Avanço do 3º tri deste ano em relação ao mesmo período de 2018 se deve ao setor de varejo; ante o trimestre anterior, aumento é de 5,8%

Por da Redação 30 out 2019, 09h44

O Santander abriu a temporada dos balanços trimestrais dos bancos registrando lucro líquido recorrente de 3,705 bilhões de reais entre julho e setembro deste ano. A cifra é 19,2% maior em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo o comunicado do banco divulgado nesta quarta-feira, 30, o resultado foi impulsionados principalmente pelo segmento de varejo. Em relação ao trimestre anterior, o crescimento foi de 5,8%.

A carteira de crédito alcançou 408,7 bilhões de reais, aumento de 3,7% em relação ao trimestre anterior, puxada pelos empréstimos para compra de automóveis, folhas de pagamento e cartões de crédito. Em empréstimos corporativos, a linha de comércio internacional também cresceu no trimestre.

  • Apesar da expansão acelerada do crédito, o Santander manteve a qualidade dos ativos. O índice de inadimplência ficou estável em 3%.

    A margem financeira cresceu 3,9% em relação ao ano anterior, para 8,9 bilhões de reais. O banco registrou um retorno sobre o patrimônio líquido no terceiro trimestre de 21,1%, uma queda de 0,2% em relação ao trimestre anterior.

    Metas

    Sergio Rial, presidente do Santander Brasil, divulgou em outubro,  as metas operacionais do banco. Ele previu que a carteira de empréstimos crescerá mais de 10% ao ano até 2022 e o banco pretende manter um retorno relativamente alto sobre o patrimônio líquido de 21%, disse ele, apesar das taxas de juros mais baixas o Brasil e do aumento da concorrência.

    Continua após a publicidade

    O Santander Brasil também pretende continuar crescendo sua base de clientes em pelo menos 7% ao ano até 2022. O banco encerrou setembro com 25,9 milhões de clientes, adicionando 400 mil novos clientes em um trimestre.

    A receita de tarifas também aumentou o lucro do Santander Brasil, pois o banco adicionou novos clientes.

    Para superar seus concorrentes, o Santander tem aberto novas agências de pequeno porte dedicadas ao agronegócio e ao micro crédito fora das grandes cidades. Foram adicionadas 15 agências no terceiro trimestre, totalizando 2.317.

    Apesar dos fortes resultados do Brasil, o controlador espanhol Banco Santander apresentou um declínio de 75% no lucro do terceiro trimestre, atingido por cobranças pontuais no Reino Unido.

    (Com Reuters)

    Continua após a publicidade
    Publicidade