Clique e assine com até 92% de desconto

Lucro do Burger King cai 83% no 3º trimestre

Rede de fast-food decepcionou o mercado ao divulgar nesta segunda-feira lucro líquido de 6,6 milhões de dólares

Por Da Redação 29 out 2012, 10h53

A rede de fast-food Burger King Worldwide decepcionou o mercado ao divulgar nesta segunda-feira lucro líquido de 6,6 milhões de dólares (0,02 de dólar por ação) no terceiro trimestre, com queda de 83% na comparação com o lucro do mesmo período do ano passado, de 38,8 milhões de dólares (0,11 dólar por ação).

A receita no período recuou 26%, para 451,1 milhões de dólares. O crescimento orgânico da receita, que exclui o impacto cambial e outros itens, foi de 0,2%.

As vendas do Burger King no conceito mesmas lojas subiram 1,4% no terceiro trimestre, acima do crescimento de 1,2% estimado por analistas. A margem bruta caiu para 11,6%, de 12,4% no mesmo período do ano passado.

Atração – A rede de fast food tem lutado para atrair consumidores devido em parte à falta de mudanças no seu cardápio e preços desregulados. Mesmo assim, a companhia tenta expandir suas atividades além do público tradicional, de homens na casa dos 20 anos, com uma nova estratégia de marketing e alimentos frescos, como saladas, sorvetes de frutas e lanches de frango.

A companhia também disse que pretende vender quase todos os seus restaurantes para franquias até o fim deste ano. A estratégia de franquias ajuda a isolar a companhia da volatilidade nos preços das commodities e outros encargos, fornecendo um fluxo de receita mais sólido, com o recebimento de royalties.

O Burger King abriu seu capital novamente em junho deste ano, após quase dois anos em que os brasileiros do fundo 3G Capital, dos empresários Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, compraram 100% das ações da rede e fecharam o capital.

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade