Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Lucro do BNDES recua 19,3% no 3º trimestre

Banco teve ganhos de 1,624 bilhão de reais no período; no acumulado do ano, resultado cresceu 3,5% em relação a 2012

Por Da Redação 14 nov 2013, 13h47

O lucro líquido do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) recuou 19,3% no terceiro trimestre de 2013 ante igual período do ano anterior, para 1,624 bilhão de reais. A receita obtida de julho a setembro somou 11,709 bilhões de reais, apurando uma leve queda de 0,02%. Já as despesas com intermediação financeira cresceram 4,25%, para 9,164 bilhões de reais, em igual comparação. O resultado bruto da intermediação financeira caiu 12,9% de julho a setembro, para 2,545 bilhões de reais. No acumulado de janeiro a setembro, o BNDES registrou lucro líquido de 4,886 bilhões de reais, número 3,5% superior a igual período do ano passado.

“O fator que mais contribuiu para o desempenho positivo foi o resultado com financiamentos a projetos de investimentos, confirmando a capacidade do BNDES de conciliar a redução de suas taxas de juros com resultados financeiros consistentes. Ao mesmo tempo, o BNDES manteve sua inadimplência em nível extremamente baixo e ampliou a recuperação de créditos”, diz a nota divulgada pelo banco de fomento.

Leia também:

Coutinho: BNDES está sendo pressionado a ‘fechar torneira’

BNDES pode fazer captação no mercado local em 2014

Ajuste fiscal é necessário, mas dificilmente será feito

Continua após a publicidade

Mantega diz que BNDES receberá menos recursos em 2014

O patrimônio líquido do sistema BNDES somou 60,331 bilhões de reais ao fim de setembro ante 55,172 bilhões de reais em 30 de junho. Com isso, o patrimônio de referência (PR) correspondente do banco de fomento ficou em 102,868 bilhões de reais, superior aos 96,021 bilhões de reais registrados ao término do segundo trimestre. O índice de adequação de capital (Índice de Basileia) registrado foi de 17,7% no período, acima dos 11% exigidos pelo Banco Central e dos 15,8% registrados no balanço de junho de 2013.

O BNDES informou que o crescimento do patrimônio de referência “deve-se, principalmente, à recuperação do valor de mercado das participações societárias da BNDESPar”.

Os ativos totais do Sistema BNDES somaram 745,2 bilhões de reais em 30 de setembro de 2013, apresentando crescimento de 2,2% em relação a 30 de junho de 2013. O saldo da carteira de crédito e repasse atingiu 537,7 bilhões de reais no mesmo período, dos quais 79,4% correspondiam a créditos de longo prazo.

A inadimplência do Sistema BNDES ficou em 0,02% em 30 de setembro. Segundo o banco, ela “permanece a mais baixa do setor financeiro brasileiro” e foi a menor obtida nos últimos cinco anos no BNDES, “apesar das incertezas nos mercados financeiros e de capitais”. A média do Sistema Financeiro Nacional foi de 3,3% em setembro, segundo dados do Banco Central.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade