Clique e assine com até 92% de desconto

Lucro da Petrobras cai 12,1% no terceiro trimestre

A Petrobras registrou ganhos de 5,567 bilhões de reais e se recupera de prejuízo do trimestre anterior

Por Da Redação 26 out 2012, 19h01

A Petrobras registrou lucro líquido de 5,567 bilhões de reais no terceiro trimestre deste ano, uma retração de 12,1% em relação ao mesmo período de 2011 (6,336 bilhões de reais). O número, porém, contrasta com o prejuízo de 1,346 bilhão de reais reportado pela companhia no segundo trimestre deste ano. Apesar do prejuízo entre abril e junho, a estatal acumulou lucro líquido de 13,435 bilhões de reais de janeiro a setembro, resultado 52% inferior ao registrado no mesmo intervalo do ano passado.

Leia também:

Petrobras eleva investimentos em 17% no ano até setembro

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) trimestral totalizou 14,375 bilhões de reais, com retração de 12,5% ante o terceiro trimestre de 2011. No acumulado dos nove primeiros meses do ano, o Ebitda da Petrobras alcançou 41,495 bilhões de reais, com retração de 14% em relação ao mesmo intervalo do ano passado.

A receita líquida da companhia entre julho e setembro alcançou 73,793 bilhões de reais, alta de 16,1% em igual comparação. O resultado, um novo recorde histórico para a companhia, foi ocasionado por uma combinação de fatores, com destaque principal aos aumentos de combustível aplicados pela estatal entre junho e julho. A gasolina A foi reajustada nas refinarias em 7,83% em 25 de junho. O diesel recebeu dois reajustes, um de 3,94%, em 25 de junho, e outro de 6%, em 16 de julho. No acumulado de janeiro a setembro, a receita da Petrobras totalizou 207,974 bilhões de reais, expansão de 16% ante igual intervalo de 2011.

Continua após a publicidade

A decisão da estatal de aumentar o preço dos combustíveis, após aval do governo federal, é uma maneira de compensar a política adotada pela companhia de importar combustível a preços altos no exterior e revendê-lo internamente a preços mais baixos. Este foi um dos motivos que contribuíram para o prejuízo registrado no segundo trimestre deste ano.

Produção – A produção total de óleo e gás natural da Petrobras somou 2,523 milhões de barris diários no terceiro trimestre de 2012, uma retração de 2,2% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Em relação ao segundo trimestre de 2012, o indicador apresentou retração de 2,1%.

Quando considerada apenas a produção nacional, o indicador teve retração de 2,2% no trimestre, ante o mesmo intervalo de 2011, somando 2,281 milhões de barris diários. Na comparação com o segundo trimestre, o desempenho doméstico foi 2% menor.

Segundo a Petrobras, houve redução de “3% na produção de petróleo e LGN devido à realização de paradas para manutenção em plataformas e ao declínio natural da produção compensados principalmente pelo aumento de produção do campo de Lula, pelo início de produção do campo de Baleia Azul e pelo menor volume de perdas operacionais”.

No acumulado de janeiro a setembro, a produção ficou em 2,592 milhões de barris por dia, resultado praticamente igual aos 2,605 milhões bpd do mesmo período de 2011.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade