Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lucro da Hypermarcas sobe 24% mas fica abaixo do esperado

SÃO PAULO, 5 Mai (Reuters) – A Hypermarcas encerrou o primeiro trimestre com lucro líquido 23,9 por cento superior ao apurado um ano antes, favorecida por incremento da receita após reorganizar suas operações em 2011, mas não alcançou as estimativas do mercado.

Conforme dados divulgados neste sábado, o lucro líquido foi de 40,8 milhões de reais, abaixo da média de seis previsões de analistas obtidas pela Reuters, de lucro de 57,3 milhões de reais no período.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado caiu 11,2 por cento ano a ano, para 192,4 milhões de reais no período, com a margem cedendo de 27,5 para 21,4 por cento em um ano.

O resultado veio com um aumento de 20 por cento na linha de despesas com marketing, que somaram 164,7 milhões de reais, enquanto as despesas com vendas, gerais e administrativas foram 1,7 por cento maiores, em 229,1 milhões de reais.

Em contrapartida, a empresa de bens de consumo teve receita líquida de 897,1 milhões de reais entre janeiro e março, aumento de 13,8 por cento na comparação anual. Na divisão Farma, o crescimento foi de 17,4 por cento, enquanto na divisão Consumo foi de 9,2 por cento.

A companhia atribuiu o resultado a ações executadas em 2011 como redução de descontos, vendas de novos produtos e melhorias na distribuição.

“A Hypermarcas iniciou o ano com foco na promoção de crescimento orgânico, sustentável e rentável, com geração de caixa operacional”, afirmou a empresa no balanço.

O fluxo de caixa operacional aumentou em mais de quatro vezes em 12 meses, para 139,4 milhões de reais nos três primeiros meses de 2012.

“Em 2012, a companhia manterá o foco no crescimento orgânico aliado a geração de caixa operacional e redução dos níveis de endividamento”, acrescentou. “Além disso, prosseguirá com a consolidação operacional de seus negócios, visando ganhos de produtividade”.

O resultado, previsto anteriormente para ser divulgado na segunda-feira, foi antecipado “com o objetivo de conceder aos acionistas e agentes de mercado um maior prazo para análise e compreensão dos resultados antes das teleconferências”, segundo a companhia.

(Por Vivian Pereira)