Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lucro da Cielo cai 7,5% no 2o tri e fica abaixo do previsto

SÃO PAULO (Reuters) – A Cielo teve lucro líquido de 423,6 milhões de reais no segundo trimestre, queda de 7,5 por cento em relação ao obtido no mesmo período do ano passado, informou a companhia nesta terça-feira.

O resultado ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pela Reuters, que previam, em média, lucro de 643 milhões de reais.

A maior empresa de meios de pagamento do Brasil está enfrentando, como sua rival mais próxima Redecard, um ambiente mais adverso desde o ano passado, depois que o governo implementou mudanças no setor para tentar aumentar a concorrência.

Novos entrantes estão cortando taxas agressivamente a fim de ganhar mercado, levantando temores de que uma guerra de preços possa prejudicar a rentabilidade das companhias do setor.

Entre abril e junho, a receita líquida somada à antecipação de recebíveis da Cielo foi de 1,1 bilhão de reais, aumento de 6,7 por cento sobre um ano antes.

No segundo trimestre, a companhia capturou 1,1 bilhão de transações, um crescimento de 13,4 por cento frente a igual etapa em 2010. O volume financeiro de transações foi de 74,6 bilhões de reais, acréscimo de 21,2 por cento na mesma base de comparação.

A geração de caixa medida pelo Ebitda –sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação– ficou em 716,5 milhões de reais de abril a junho, queda de 2,6 por cento frente ao segundo trimestre do ano passado.

(Reportagem de Cesar Bianconi)