Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lucro consolidado da Braskem cai 57% no 2º trimestre

Por Luana Pavani

São Paulo – A petroquímica Braskem reportou lucro líquido consolidado de R$ 420 milhões no segundo trimestre de 2011, queda de 57% ante os R$ 978 milhões do mesmo intervalo do ano passado. Os dados estão em conformidade com as normas internacionais de contabilidade, no padrão IFRS. Na comparação com o primeiro trimestre do ano, o lucro apresenta alta de 38%.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (ganho antes de juros, impostos, depreciação e amortização) é considerada pela companhia recorde, sendo que de abril a junho de 2011 totalizou R$ 1,152 bilhão, alta de 11% sobre o R$ 1,036 bilhão do segundo trimestre de 2010 e 25% maior que no primeiro trimestre. A margem Ebitda foi de 13,8%, menor que a de 15,4% no segundo trimestre de 2010 e maior que a de 12,4% no primeiro trimestre.

A conta Ebitda é pro forma pois a partir do segundo trimestre de 2011 a companhia voltou a consolidar integralmente a Cetrel, retroativamente a janeiro de 2011, conforme explicações no relatório da administração.

Maior petroquímica das Américas, a companhia brasileira registrou receita líquida de R$ 8,368 bilhões no segundo trimestre, um aumento de 34% em relação ao mesmo trimestre de 2010, quando foi de R$ 6,265 bilhões.

O resultado financeiro da Braskem no período foi negativo em R$ 79 milhões, 86% menor que a despesa de R$ 582 milhões de igual intervalo de 2010.