Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Lookin’ to score’ não é criação da Adidas – é clichê americano

Frase estampada na camiseta da Copa de 2014 é um clássico de camisetas esportivas americanas — em especial as da marca Big Johnson, famosa nos anos 1990

A Adidas afirmou, na tarde desta terça-feira, que a linha de camisetas que apresenta frases de conotação sexual sobre as mulheres brasileiras foi retirada das prateleiras e de seu site. Uma delas apresenta a frase “Lookin’ to score”, que pode ser traduzida por algo como “em busca dos gols”, mas também é uma expressão que significa “pegar garotas”. A marca foi criticada pelo presidente da Embratur na segunda-feira. Contudo, sua criação não é muito, digamos, original.

A expressão “lookin’ to score” é comum quando se trata de camisetas esportivas nos Estados Unidos. A frase passou a estampar roupas na década de 1990, quando a famosa marca Big Johnson (febre entre os adolescentes da época), com suas imagens que passavam bem longe do politicamente correto, passou a vender camisetas de temas esportivos. Uma das estampas sobre futebol mostrava a seguinte frase: “você é sempre certeiro quando goleia com uma Big Johnson” (you’re always a sure shot when scoring with Big Johnson). Golear, de acordo com a imagem estampada na camiseta, não significava, necessariamente, fazer gols. A marca deixou de ser comercializada, mas a estampa pode ser encomendada na Amazon.

Na loja on-line de artigos esportivos We Got Soccer, há camisetas masculinas e femininas estampadas com a frase ‘Lookin’ to Score”. O preço está abaixo do praticado pela Adidas: apenas 15 dólares.

Camisetas da Adidas para a Copa no Brasil Camisetas da Adidas para a Copa no Brasil

Camisetas da Adidas para a Copa no Brasil (/)

Críticas – Na segunda-feira, o presidente da Embratur, Flávio Dino, pediu que a Adidas tirasse as camisetas de circulação. “Essa campanha vai no sentido contrário ao que o Brasil defende”, disse Dino em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. “Nosso esforço é voltado para a promoção do Brasil pelos atributos naturais e culturais. Uma iniciativa dessas ignora e desrespeita a linha de comunicação que o governo adota.”

A linha de produtos da Adidas fez com que a presidente Dilma Rousseff declarasse, nesta terça-feira, que o Brasil está pronto para combater o turismo sexual durante a Copa do Mundo. “O governo aumentará os esforços na prevenção da exploração sexual de crianças e adolescentes do Brasil”, disse ela, por meio do seu perfil no Twitter.

Em nota oficial, a Adidas não se desculpou. Ao anunciar a suspensão dos modelos, informou que a marca comercializaria as camisetas “apenas” nos Estados Unidos – não no Brasil.