Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lojas de construção querem lucrar com itens de ’50 Tons’

Rede britânica B&Q incentivou seus funcionários a se familiarizarem com o livro para vender materiais de construção que marcam uma das cenas do filme

Uma rede britânica de lojas de construção pediu aos seus funcionários que se preparem para atender aos clientes que busquem itens inspirados no sadomasoquismo de 50 Tons de Cinza. Para isso, os empregados da companhia B&Q terão a sua disposição cópias do best-seller de E.L. James, que acaba de ser transformado em filme. O empenho da rede se explica: em um trecho do livro, o milionário Christian Grey compra os apetrechos para uma noite apimentada em uma loja de material de construção.

“Incentivamos o pessoal a se familiarizar com o conteúdo de 50 Tons de Cinza, lendo o romance ou assistindo ao filme quando estrear”, disse a rede B&Q em comunicado. “(Em uma cena do filme) Christian Grey visita uma loja de ferragens para comprar corda, braçadeiras e fita. Mais do que melhorar sua casa, estes produtos são destinados a atender aos anseios sexuais não convencionais de Mr. Grey”, acrescentou a companhia.

Leia também:

Redes de supermercados apostam em ‘mercadinhos’ para crescer

Carlos Slim se torna o maior acionista individual do ‘New York Times’

Dona do Burger King está de olho em nova empresa

A rede britânica garantiu que possui estoque de muitos produtos que aparecem em destaque na cena, sinalizando que precisará de “reservas extra” para atender à demanda esperada. “(A rede B&Q) está empenhada em atender seus clientes em todas as suas necessidades”, disse um porta-voz da empresa. “A satisfação do cliente é a nossa prioridade número um”. A companhia ainda pede aos seus funcionários que se preparem para responder a perguntas “delicadas” de clientes de maneira “educada, atenciosa e respeitosa”.

(Com agência France-Presse)