Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

LLX negocia instalação de fábrica de caminhões no Porto do Açu

Por Da Redação - 6 out 2011, 12h22

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A LLX, braço de logística do grupo EBX, está negociando com uma montadora internacional de caminhões para se instalar no Super Porto do Açu, em São João da Barra (RJ), segundo o empresário Eike Batista.

As negociações estão “bem encaminhas” e a empresa pode anunciar novidades até o fim do ano, afirmou o empresário, que, entretanto, não adiantou valores ou prazos.

Segundo Eike, a vocação do porto do Açu é para uma indústria pesada e a unidade de caminhões se encaixaria nesse perfil.

“Será uma montadora mundial”, afirmou o empresário a jornalistas nesta quinta-feira.

Publicidade

O complexo do Açu “perdeu” para Resende, no interior do Rio de Janeiro, a fábrica da Nissan, que será instalada no município em 2014, com capacidade de 200 mil unidades por ano e investimento de 2,6 bilhões de dólares.

Eike Batista negociava com a montadora nipo-francesa a instalação de uma unidade no complexo do porto, que vai reunir empreendimentos como um estaleiro e siderúrgicas.

Segundo ele, o Açu já tem três projetos-âncora confirmados até agora: o estaleiro da OSX com a coreana Hyundai Heavy –com investimentos de 2 bilhões de dólares–, a siderúrgica da Anglo American –3 bilhões de dólares– e o projeto da Ternium, de 6 a 8 bilhões de dólares.

“O mundo da turbulência da bolsas não afetará o mundo real do Açu porque tivemos disciplina financeira e não parar. Nós nos baseamos nos fundamentos do mundo real, e, nesse mundo não existe recessão”, completou Eike Batista.

Publicidade

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Publicidade