Clique e assine a partir de 9,90/mês

Lisboa anuncia novas medidas para reduzir setor público

Por Da Redação - 14 set 2011, 15h11

Por Renan Carreira

Lisboa – O governo de Portugal anunciou hoje novas medidas para reduzir o tamanho do setor público visando a economizar 100 milhões de euros e informou que o país deve continuar a realizar esforços para controlar suas contas em meio a crescentes incertezas sobre a Grécia e a estabilidade da zona do euro.

O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, afirmou ao Parlamento que Portugal enviaria um “sinal correto” se o país implementasse uma regra de equilíbrio orçamentário em sua Constituição, medida que vem sendo discutida por partidos políticos e que foi feita pela vizinha Espanha.

“No momento em que Portugal precisa mostrar passos claros que o diferenciem de países como a Grécia, eu vejo muitas vantagens em emitir sinais claros”, afirmou o primeiro-ministro.

Continua após a publicidade

Sobre cortes de gastos, Passos Coelho disse que o governo vai cortar 27% das posições gerenciais na administração central, ou 1.712 empregos. Ele também afirmou que 137 entidades públicas serão eliminadas. No fim, essas medidas devem levar a uma economia de 100 milhões de euros, disse.

O amplo e pouco eficiente setor público de Portugal tem sido responsabilizado por muitas das preocupações e do alto déficit do país. Ontem, o Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou um relatório afirmando que Portugal está tomando todos os passos necessários para ajustar suas finanças, porém disse que o país poderia ser abatido pela crise em curso na Grécia. As informações são da Dow Jones

Publicidade