Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Líder grego se nega a aprovar medidas de austeridade

O presidente do LAOS, partido de extrema direita da Grécia, afirmou que medidas são "humilhação"

O líder do LAOS, partido de extrema direita grego, George Karatzaferis, afirmou nesta sexta-feira que não votará as novas medidas de austeridade exigidas pela troika (grupo de credores formado pelo Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e União Europeia), em troca do novo lote de ajuda ao país. “O que nos foi imposto é uma humilhação e não tolerarei isso”, afirmou.

A declaração nega o anúncio do governo no dia anterior de que os três partidos da coalizão (socialista, conservador e ultradireitista) haviam entrado em acordo sobre o plano. O pacote de medidas de rigor, cujos detalhes não foram publicados ainda, deve ser votado pelo Parlamento no início da noite de domingo.

Das 300 cadeiras que possui o Parlamento unicameral grego, a coalizão governamental conta com 252 deputados, sendo 16 do LAOS.

Leia Também

Zona do euro descarta desbloquear ajuda à Grécia

Desemprego na Grécia já atinge um milhão de pessoas

(Com agência France-Presse)