Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Latam demite funcionário envolvido em vídeo machista na Rússia

Grupo de torcedores brasileiros constrange uma mulher estrangeira, tentando fazer com que ela repita termos chulos em português

Por Redação Atualizado em 20 jun 2018, 14h43 - Publicado em 20 jun 2018, 13h40

A Latam anunciou nesta quarta-feira, 20, a demissão do funcionário Felipe Wilson, supervisor da empresa no aeroporto de Guarulhos. Ele é um dos envolvidos no segundo vídeo machista gravado durante a Copa do Mundo da RússiaNo vídeo, ao menos três homens ensinam três mulheres a falar em português: “Eu quero dar a b***** para vocês”.

“A Latam Airlines Brasil repudia veementemente qualquer tipo de ofensa ou prática discriminatória e reforça que qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa. A partir deste pressuposto, a companhia informa que tomou as medidas cabíveis, conforme seu código de ética e conduta”, diz a nota oficial da empresa.

  • Este foi ao menos o segundo vídeo que mostra brasileiros constrangendo mulheres na Rússia a viralizar na internet. No primeiro, um grupo de ao menos cinco homens tenta convencer uma russa a gritar uma frase com referência constrangedora às suas partes íntimas. Trata-se da velha piada de mau gosto de fazer estrangeiros repetirem termos chulos em português. Claramente sem entender o significado do que é dito, ela tenta acompanhar os torcedores.

    Ao menos três integrantes do grupo foram identificados: Luciano Gil Mendes Coelho, ex-membro do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (Crea-PI); Diego Jatobá, ex-secretário de Turismo de Ipojuca (PE); Eduardo Nunes, tenente da Polícia Militar em Lages, Santa Catarina.

    Na segunda-feira, a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Pernambuco, divulgou nota de repúdio à atitude dos brasileiros.

    “Dentre os protagonistas do lamentável episódio, identifica-se o advogado Diego Valença Jatobá, regularmente inscrito nesta seccional”, diz a nota, referindo-se a um dos homens que aparecem no vídeo. Jatobá também foi secretário de Turismo de Ipojuca (PE), onde está a praia de Porto de Galinhas, pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB).

    “A preconceituosa atitude é causa de vergonha para todos nós, brasileiros, e vai na contramão do atual contexto de luta contra a desigualdade de gênero, em que cada dia mais as instituições públicas e privadas estão em busca de soluções conjuntas para que nenhuma mulher sofra qualquer tipo de violência ou discriminação pelo fato de ser mulher”, diz a nota.

    A OAB-PE salienta que o Brasil é o quinto país no ranking mundial de violência contra as mulheres e que uma mulher é vítima de violência física ou verbal no país a cada dois segundos. “As estatísticas são alarmantes e nos levam a uma profunda reflexão sobre a necessidade de uma mudança urgente da cultura machista e patriarcalista em que nossa sociedade ainda está, infelizmente, inserida.”

    Continua após a publicidade
    Publicidade