Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Latam aprova aumento de capital de US$ 1 bilhão

Operação, que deve ocorrer até outubro, ocorrerá por meio da venda de ações; objetivo é financiar planos de expansão e reduzir dívidas da companhia

Por Da Redação 11 jun 2013, 21h52

Os acionistas da Latam, empresa aérea criada no ano passado após a fusão entre a brasileira TAM e a chilena LAN, aprovaram nesta terça-feira a decisão de aumentar o capital da empresa em 1 bilhão de dólares. Para isso, será necessário vender 63,5 milhões de ações.

A intenção de aumentar o capital da Latam já havia sido informada no mês passado. O objetivo da capitalização é financiar os planos da Latam nos próximos anos e reduzir o alto nível de dívidas da companhia – razão que fez com que as agências de risco rebaixassem as notas de crédito da Latam.

Após a fusão de TAM e LAN, a agência de classificação de risco Fitch reduziu o rating da companhia de “BBB” para “BB+”, citando o alto nível da dívida da Latam e um caixa limitado após a combinação das empresas.

Leia ainda: Latam quer aumentar capital em US$ 1 bilhão até outubro

Em maio, quando houve o primeiro anúncio do aumento de capital, o vice-presidente de finanças da Latam Airlines, Alejandro de la Fuente, disse que a operação, por si só, não será suficiente para a empresa recuperar seu grau de investimento. “Nós iremos recuperar o rating apenas à medida em que mostrarmos forte geração de caixa de nossas operações, o que é algo que estamos no caminho de conseguir”, afirmou ele na ocasião.

O início das vendas de ações não tem data definida, mas acontecerá ainda neste ano. No mês passado, a diretora de relações com investidores da Latam, Gisele Escobara, disse que a operação deve acontecer “provavelmente até setembro ou outubro deste ano”.

Continua após a publicidade

Nesta terça-feira, a Latam também anunciou que pretende investir, até 2017, cerca de 11 bilhões de dólares na ampliação de sua frota.

Leia também:

Reclamação contra aéreas aumenta 45% no quadrimestre

Justiça notifica TAM por venda de passagens mais caras a brasileiros

Avianca entra na Star Alliance e sinaliza saída da Latam

(com Estadão Conteúdo e agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade