Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Kraft oferece R$ 431 bilhões por fusão; e Unilever recusa

A oferta da gigante de alimentos americana foi considerada sem base pela empresa de produtos de consumo anglo-holandesa

Por Da redação Atualizado em 17 fev 2017, 15h17 - Publicado em 17 fev 2017, 13h54

A empresa de alimentos e bebidas americana Kraft Heinz fez uma proposta de fusão, envolvendo 143 bilhões de dólares (431 bilhões de reais) para a companhia anglo-holandesa dos bens de consumo Unilever. A Unilever, no entanto, informou não ver mérito na oferta e diz que ela “subvaloriza-a fundamentalmente”.

  • A proposta recebida pela Unilever foi de 50 dólares (154,42 reais) por ação, composta por 30,23 dólares (93,36 reais) em dinheiro e o restante em ações no novo grupo, representando um prêmio de 18%. “Isso basicamente subestima a Unilever”, disse nesta sexta-feira. “A Unilever rejeitou a proposta porque não vê nenhum mérito, financeiro ou estratégico, para os acionistas da Unilever. A Unilever não vê a base para mais discussões.”

    A Kraft Heinz é controlada pelo grupo de investidores 3G Capital e pelo multibilionário americano Warren Buffet. O brasileiro Jorge Paulo Lemann, atualmente o homem mais rico do Brasil segundo a revista Forbes, é um dos sócios da 3G Capital.

    Além do ketchup Heinz, do queijo Philadelphia e da brasileira Quero, a empresa é dona de marcas mais conhecidas no mercado americano. A Kraft teve faturamento de 26,5 bilhões de dólares (81,84 bilhões de reais) em 2016. A Unilever faturou 57,2 bilhões de euros (173,5 bilhões de reais) no ano passado, e é dona de marcas com forte presença no Brasil como Helmann’s, Omo, Dove, Axe, e Knorr.

    (Com Reuters)

    Continua após a publicidade
    Publicidade