KFC interrompe venda de batatas fritas no Japão

Greve portuária nos Estados Unidos prejudicou o fornecimento do produto. O mesmo bloqueio obrigou o McDonald's a racionar a oferta

Por Da Redação - 23 jan 2015, 09h09

A rede americana KFC deixou de servir batatas fritas aos seus clientes no Japão devido à greve portuária nos Estados Unidos. O mesmo bloqueio obrigou o McDonald’s a racionar as porções de batata frita no país asiático em dezembro.

“A prolongação do conflito dos estivadores na costa oeste dificulta o fornecimento de batatas”, afirmou em comunicado, a KFC. “A companhia vai suspender as vendas de batatas temporariamente até que um fornecimento estável esteja disponível”, diz o texto.

Leia mais:

McDonald’s confirma presença de dente humano em batatas fritas no Japão

Publicidade

Após denúncia de carne vencida, lucro do McDonald’s cai 30% no 3º tri

A filial japonesa do McDonald’s, que tem 3.100 restaurantes, precisou restringir a oferta de batatas fritas no último mês de 2014. A situação se normalizou com o fornecimento emergencial de milhares de toneladas de batatas por avião e barco a partir de outros países. Mas, para agravar a situação da rede na Ásia, neste mês foi comprovada a existência de um dente humano em uma porção de batatas fritas, e pedaços de plástico em nuggets e sorvete. A empresa pediu desculpas publicamente pelo ocorrido.

(Com agência France-Presse)

Publicidade