Clique e assine com até 92% de desconto

Justiça do RJ determina recall do Cobalt, da GM

Automóveis apresentam problemas no freio, oferecendo um risco sério aos motoristas

Por Da Redação 7 jun 2013, 18h40

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu uma liminar determinando o reparo no freio dos automóveis da linha Cobalt, da General Motors (GM). Ficou determinado também que a montadora divulgasse o problema no funcionamento da peça, informando os consumidores a respeito da hora e local da assistência técnica.

Segundo relatos de clientes divulgados pela Comissão de Defesa do Consumidor, o defeito estaria na pinça do freio, sendo caracterizado como vício oculto. Os usuários informaram ainda que o reparo sugerido na concessionária era realizado de forma paliativa, com apenas a aplicação de graxa em torno da peça ou a colocação de uma fita adesiva, fazendo com que o problema voltasse logo após novo uso.

O defeito, segundo a Justiça, causa um grave risco aos motoristas, visto que afeta um sistema de segurança fundamental: os freios. “O consumidor tem o direito básico à segurança quanto aos produtos adquiridos, sendo dever do fornecedor dar as informações necessárias e adequadas a respeito dos produtos colocados no mercado de consumo”, explica o juiz da 1ª Vara Empresarial da Capital, Luiz Roberto Ayoub, responsável por conceder a liminar.

Com a decisão, ficou determinado que a GM terá um prazo de 10 dias para veicular propaganda na mídia indicando o defeito pelo período de uma semana, sob pena de multa de 5 mil reais por cada reclamação de consumidores. Procurada, a GM afirmou que não se pronunciará, por enquanto.

Leia também:

Nissan fará recall de 840 mil carros no mundo todo

Chrysler convoca recall do modelo sedã 300C

Peugeot anuncia recall dos modelos 308 e 408

Continua após a publicidade
Publicidade