Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Juros de operações de crédito têm 3.ª queda consecutiva

Por Da Redação
12 mar 2012, 11h14

Por AE

São Paulo – As taxas de juros das operações de crédito voltaram cair em fevereiro, registrando a terceira redução mensal consecutiva. De acordo com a Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), a taxa média tanto para pessoa física quanto para empresas caiu 0,07 ponto porcentual ante janeiro. Para pessoas físicas, a taxa média baixou para 6,33% ao mês (108,87% ao ano), enquanto para pessoas jurídicas a taxa passou para 3,72% ao mês (55,01% ao ano).

Das seis linhas de financiamento pesquisadas, cinco apresentaram recuo e apenas uma se manteve estável em fevereiro – cartão de crédito, com taxa média de 10,69% ao mês e de 238,30% ao ano. A maior redução foi verificada nas taxas cobradas para empréstimo pessoal feita por bancos (de 0,18 ponto porcentual), para uma média de 3,81% ao mês e de 56,63% ao ano. Segundo a Anefac, essa é a menor taxa média mensal da série histórica, iniciada em 1995.

Também foram recordes históricos as taxas médias cobradas em fevereiro para juros do comércio, que recuaram 0,10 ponto porcentual, para 4,95% ao mês e 78,56% ao ano; empréstimo pessoal por financeiras, que apresentou baixa de 0,05 ponto porcentual, para 8,24% mensais e 158,61% anuais; e financiamento de automóveis por bancos (CDC), cuja taxa média caiu 0,04 ponto porcentual, para uma média de 1,97% ao mês e de 26,38% ao ano. No cheque especial, o recuo foi de 0,01 ponto porcentual, para 8,33% cobrados em média mensalmente – a menor taxa desde outubro – e 161,21% anualmente.

Continua após a publicidade

No caso de empréstimos para pessoas jurídicas, duas linhas tiveram recuo em fevereiro ante o mês anterior, enquanto desconto de duplicatas permaneceu em 2,80% ao mês e 39,29% ao ano – a menor taxa média da série histórica, iniciada em 1999. Nos financiamentos de capital de giro, a queda foi de 0,18 ponto porcentual, para 2,26% ao mês e 30,76% ao ano – a menor desde dezembro de 2009. Para conta garantida, a taxa média passou para 6,11% mensais e 103,74% anuais, queda de 0,01 ponto porcentual. Esta é a menor taxa da série histórica iniciada em 1999.

De acordo com a Anefac, contribuíram para as reduções verificadas em fevereiro medidas que o governo federal e o Banco Central (BC) vêm promovendo para incentivar o consumo no País, como a redução da taxa básica de juros (Selic) e a queda do Imposto sobre Operações de Crédito (IOF) nas operações de crédito.

Para os próximos meses, a expectativa da Anefac é de novas reduções nas taxas de juros das operações de crédito por conta de novos cortes na Selic e de medidas do governo para evitar uma forte desaceleração na economia.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.