Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Empresa investe na formação profissionalizante de Peritos Grafotécnicos para atender alta demanda do mercado

Uma pesquisa recente, do Indicador Serasa Experian, revelou que uma tentativa de fraude ocorre no Brasil há cada 16 segundos.

Por JayPRO - Atualizado em 13 dez 2019, 13h13 - Publicado em 2 dez 2019, 17h08

O mercado de trabalho no Brasil tem passado por crises e oscilações. Dentro desse contexto, muitos viram as oportunidades baterem fora da zona de conforto, fugindo dos meios tradicionais, e investindo em trabalhos independentes. Segundo o IBGE, em 2018, 23 milhões de brasileiros atuaram como profissionais autônomos – uma média 2,8% maior do que o ano anterior, 2017.

Independentemente da situação do país, esses números demonstram a necessidade dos profissionais em buscarem uma formação especifica – se adaptando as realidades e necessidades do mercado. Dentro desse contexto, um segmento que possuí uma alta demanda é o de combate a fraudes e falsificações, no qual atua o perito grafotécnico

Uma pesquisa recente, do Indicador Serasa Experian, revelou que uma tentativa de fraude ocorre no Brasil há cada 16 segundos. Só em 2017, ano da pesquisa, ocorreram cerca de 1,9 milhões de tentativas de golpe em todo o país. Para tentar combater os falsários e diminuir a incidência de falsificações, empresas como a Nero Perícias trabalham para formar peritos capacitados.

A Nero é especializada em perícia e avaliação de imóveis, perícia grafotécnica e perícia em falsidade documental, com sede em São José do Rio Preto e com escritório na capital, São Paulo. Sócio fundador da empresa, Evandro Correa da Silva, explica como o procedimento funciona: “A perícia grafotécnica é um processo detalhado e rigoroso e, por isso, é realizada com extrema cautela. Nossos peritos especializados utilizam todas as técnicas desse procedimento para comprovar ou não a identidade gráfica do documento ou elemento envolvido”.

Segundo Evandro, o perito é sempre um profissional autônomo, que pode trabalhar tanto dentro do Tribunal Judiciário, como no meio corporativo..

As vantagens da profissão estão na alta oferta de trabalho, com flexibilidade na organização dos horários e a possibilidade de realizar outra atividade em paralelo. Dentro do setor, alguns profissionais têm rendimentos de até R$ 20 mil por mês. "Existe uma tabela de honorários. Isso quer dizer que um valor mínimo é estimado para cada ação do Perito. É difícil falar em valores, pois isso dependerá da frequência de trabalho de cada um, mas é fato que existe uma demanda enorme para esse tipo de serviço", ressalta Evandro.

Por conta da importância do trabalho realizado pelos peritos, sua formação técnica é um fator crucial no momento da escolha do profissional por parte dos clientes. Entendendo essa necessidade, o  Curso de Formação de Perito Grafotécnico oferecido pela Nero Perícias, além do preço acessível, não exige nenhum pré-requisito para sua realização e possui um enfoque na capacitação dos alunos. O curso é de 22 horas de duração e inclui apostila e suporte direto ao professor, sendo totalmente online e com certificado de reconhecimento em todo o Brasil.

Para saber mais sobre o curso, informações da área e da atuação da Nero Perícias, basta acessar o site da empresa: http://www.neropericias.com.br ou ligar para (11) 2829-8767.

Publicidade