Clique e assine a partir de 8,90/mês

João Doria afirma querer privatizar todas as rodovias de São Paulo

O governador ainda revelou a expectativa de que o Porto de Santos seja privatizado pelo governo federal ainda neste ano

Por Da Redação - 9 jan 2020, 12h31

O governador de São Paulo, João Doria, afirmou, na quarta-feira 8, que quer privatizar todas as rodovias do estado. O governador aproveitou a ressaca do leilão da rodovia Piracicaba-Panorama para tornar possível a realização de concessões à iniciativa privada e atrair capital para projetos de infraestrutura, ao fim do pregão desta quarta na sede da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3. O tucano disse que os projetos das rodovias vão “seguir na mesma toada de fazer a concessão de todas as rodovias e aeroportos regionais”

De acordo com o governador, projetos como os de construção de novas linhas de metrô não terão mais capital público. “Serão todos feitos por concessão”, afirmou Doria. O governador afirmou ainda que a privatização do Porto de Santos, destroçado por esquemas de corrupção longevos, como abordou VEJA em edição de agosto, pode ser tocada pelo governo federal ainda em 2020, evocando o Ministério da Infraestrutura. “Nossa estimativa é que o governo federal, através do ministro Tarcísio Gomes de Freitas, possa realizar as privatizações dos dois portos em 2020. Essa é, aliás, a intenção que ele nos antecipou”, afirmou.

Em outubro passado, o governador já havia afirmado sua intenção de conceder todos os aeroportos do estado para a iniciativa privada. Na ocasião, ele disse que, em janeiro, seria divulgada a modelagem dos primeiros terminais aeroportuários eleitos para a privatização. “Não faltarão investidores”, afirmou, no ano passado.

Publicidade