Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Japão volta a produzir energia nuclear após reativação de reator

Tóquio, 5 jul (EFE).- O Japão voltou a produzir energia nuclear nesta quinta-feira, depois que o reator da central de Oi, o primeiro a ser reativado após o acidente em Fukushima, começou a gerar e transmitir eletricidade.

A unidade 3 da central de Oi, na província ocidental de Fukui, foi reaberta no último domingo, mas sua turbina só foi conectada nesta quinta-feira, o que iniciou a geração e a transmissão de energia à rede elétrica.

A previsão é que o reator aumente sua potência de forma gradual nos próximos dias e opere ao máximo de sua capacidade já na próxima segunda-feira, indicou a agência ‘Kyodo’.

O reator, com uma potência de 1,18 milhão de quilowatts, permitirá aliviar a escassez de energia durante o verão no oeste do país entre 9% e 15%.

Em comunicado, o presidente da companhia elétrica Kepco, proprietária da usina, considerou que a reativação é um ‘passo em direção à provisão estável e segura’, e destacou que se trata da primeira vez em quatro meses e meio que a companhia fornece eletricidade gerada pela fissão do átomo.

A Kepco mantinha seus 11 reatores paralisados desde fevereiro, enquanto no restante do Japão o último reator que seguia ativo após o acidente de Fukushima foi desligado no início de maio, também por revisões de segurança.

O reator de Oi se tornou assim o primeiro a voltar a funcionar após o desastre gerado na usina de Fukushima Daiichi pelo terremoto e o devastador tsunami de março de 2011.

Essa tragédia pôs em xeque a segurança das unidades atômicas do Japão, um país que conta com 50 reatores comerciais e que até então obtinha 30% de sua eletricidade pela via nuclear.

Após a aprovação dada pelo Governo japonês em meados de junho, a Kepco deverá reativar outra de suas unidades em Oi ainda neste mês. EFE

mic/pa